Tels.: (11) 4116-3493    (11) 4787-4919
WhatsApp: (11) 9 8519-7824 (11) 9 9978-2444


Ortomolecular
O Tratamento através da Medicina Ortomolecular, através das DIATESES.

NOÇÕES DE DIÁTESE

Segundo o Dr. Menetrier, Médico Francês criador do Metodo baseado em suas experiências Clinicas durante anos com uma diversidades de pacientes. Uma diátese compreende um comportamento e manifestações pré ou parapatológicas. Constitui uma entidade cujas evoluções, transformações, sinais de alarme e sintomas mórbidos se encontram facilmente por meio da anamnese e do exame clínico. O que importa é por em evidência os passos de estado a estado, as transferências sintomáticas e de fato, os testemunhos de um envelhecimento artificial ou prematuro nas evoluções das diáteses. TENHA SEMPRE EM MENTE: As diáteses são reversíveis - pela correção adequada evita-se chegar a lesão Para o diagnóstico diatésico precisa-se considerar os 03 níveis : 1) comportamental/2) manifestações funcionais/3) sintomas patológicos.

Quando não tiver bem estabelecida a diátese, use o Corretor Anergicum-Escute o seu paciente, ele dirá tudo que necessita para o diagnóstico Ao fornecer a freqüência do oligoelemento ( Modulador Ionquantic) que despolariza a diátese, o paciente melhora como um todo.


Diátese Diátese I

Se há uma nítida aceleração das trocas , com resposta muito rápida, brutal ou excessiva, os sinais de caráter alérgico, vão se manifestar clinicamente no quadro de síndrome hiper-reativa que pode desencadear no campo imunológico, o aparecimento das doenças alérgicas e no campo comportamental, a hiperemotividade com hiperatividade.  ÁCIDO = pH < 7,2 REDUZIDO = rH 22-características mais comuns: magro e esbelto. Empreendedor, ágil, apressado, jovem, reage agudamente, evolui rápido para a cura ou para o agravamento da alteração pois, fazem muita eliminação de toxinas expontâneamente.


SINAIS E SINTOMAS Diátese I

Enxaquecas periódicas Perturbações cardio angustiantes Gastrites agudas Perturbações hepato-biliares (come \ vomita). Alterações da tiróide p\hipertireoidismo Alt. menstruais :hipermenorréia, dismenorréia, polimenorréia, Alergias agudas, Taquicardias, palpitações, Dores diversas agudas, Colites agudas, Vomita com facilidade,mesmo sem razão aparente, Urina ácida, perturbações da micção - agudas  Eczema atópico, Saliva ácida, Dores reflexas agudas, inclusive tipo ciática, Riscos de vicariação progressiva do paciente Estênico: se não conseguir curar-se sozinho ou através da intervenção terapêutica correta, poderá evoluir Para : 3% para Hipoestênico 87% para Distônico 10% para Anèrgico.

TRATAMENTO FREQUENCIAL:
Por 01 a 03 meses - depois, manter por 06 meses pelo menos 01 x\Semana

Diátese II
Se ao contrário houver um diminuição das trocas celulares com resposta lenta e de intensidade insuficiente teremos uma sintomatologia do tipo “hiporreativa”com tendência à infecções e uma fatigabilidade anormal.

ÁCIDO = pH < 7,2  OXIDADO = rH >22-CARACTERÍSTICAS MAIS COMUNS : introvertido, tendência a reflexão, perfeccionista, medroso, minucioso, detalhista, não gosta de imprevistos, tem indiferença ao meio (não está nem aí!), como fugados problemas recorre à drogadição e ao alcoolismo, sofre com os problemas dos outros, geralmente é calmo. Riscos de vicariação progressiva do paciente Hipostênico: *se não tratado a tempo, não tem como recuperar-se espontaneamente.

A repressão dos arquétipos da diátese II se dará somente com a interferência adequada, e por no mínimo 06 meses.  Poderá evoluir: 83% para Anèrgico o restante para Distônico COMPORTAMENTO PSICOLÓGICO Pessimista, ou ao menos, mais inclinado a reflexão do que à aventura e a iniciativa no seu limite, este pessimismo pode alcançar a abulia. Apresenta Temperamento calmo, comedido, entretanto pode se tornar nervoso e irritável por reação a um sentimento de limitação e fatigabilidade.

SINAIS E SINTOMAS Diátese II
Alterações respiratórias - ORL IVAS de repetição Acne juvenil - grave e repetitiva, Gastrites de evolução arrastada, Cefaléias difusas, frequentes, Alterações da tiróide p\Hipotireidismo, Alt. menstruais : hipomenorréia, dismenorréia leve, oligomenorréia, Eczema crônico  Endo e periodontias. Alergias crônicas, Atraso no desenvolvimento físico, Dores diversas crônicas Enterocolites de repetição, Crises reumáticas juvenis,  Alt. Poderais mais p\ obesidade Celulite, Lentidão e dificuldade escolar ,Colibacilose digestiva e urinária, Sono muito bom Laxidez ligamentar. 

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO:
Por 6 meses, NO MÍNIMO - após o 3º mês, pode ser dado em dias alternados - pode-se repetir o tratamento sempre que necessário.

Diátese III
Caso haja uma desadaptação da resposta haverão sinais dominantes de caráter distônico com uma sintomatologia do tipo “neurovegetativo distônico” que evolui freqüentemente para um quadro de ansiedade crônica. É uma diátese evolutiva, já existem sinais de doenças em fases celulares e os exames laboratoriais já podem estar alterados.
ALCALINO = pH > 7,2 REDUZIDO = rH <22

CARACTERÍSTICAS MAIS COMUNS DADiátese III:
Bipolaridade energética, comportando-se ora com parassimpaticotônico, ora com simpaticotônico - por isso DISTÔNICO! (ora inibe \ relaxa - ora excita \ estimula = ora usa a noradrenalina, ora a acetilcolina como neurotransmissores / SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO PERIFÉRICO).

O paciente passa a “desafinar” no seu acorde freqüêncial ideal, mudando seu humor. COMPORTAMENTO PSICOLÓGICO. Ansioso, nervoso, emotivo, angustiado, inclusive depressivo ou melancólico (sem idéia obsessiva de morte), Pode apresentar crises de Ansiedade e angústias periódicas, que se encontram no limite do patológico e prenunciam uma anergia psíquica, APRESENTAM 03 GRANDES GRUPOS DE  SINAIS E SINTOMAS: 1-PROBLEMAS CIRCULATÓRIOS 2-PROBLEMAS HORMONAIS 3-PROBLEMAS EMOCIONAIS.

SINAIS E SINTOMAS  DA Diátese III
Dispnéia neurotônica  Perturbações circulatórias: dores em peso em MMII por estase, varizes, hemorróidas, flebites, tromboses, etc  Edema de MMII. Perturbações metabólicas: gota, diabetes, dislipidemias, obesidade Distúrbios vasomotores: vertigens, acúferos, Cálculos renais (nanobactérias). Distúrbios hormonais: menopausa, andropausa, somatopausa Artrose degenerativa inicial.

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO:
CORRETOR DISTONICUM Por 06 meses, no mínimo, provavelmente precisa-se fazer manutenção prolongada, até equilibrar bem tratando a diátese de origem constitucional junto, dando o corretor 3 xs \ semana pela manhã, associado ao Distonicum.

Diátese IV
Quando as trocas estão muito diminuídas ou quase nulas, vemos o aparecimento dos sinais da síndrome “anérgica” com agravamento dos processos infecciosos ou degenerativos e, no plano comportamental, por uma sintomatologia do tipo mais depressivo. Esta tb é uma diátese sempre evolutiva, geralmente muito grave, neoplásica, ou auto-imune, que pode aparecer gradualmente, mas, às vezes, surge subitamente em casos pós-trauma emocional. ÁCIDO = pH < 7,2 OXIDADO = rH > 22 

CARACTERÍSTICAS MAIS COMUNS:
Adinamia, apatia, abulia, frequentemente o paciente é trazido para a consulta, pois não tem energia nem para querer tratar-se.  Depressão profunda, tendência ao suicídio, adinamia psíquica Anergia, crise existencial, astenia global, perda do entusiasmo. Lapsos de memória, obnubilação. Perda da sexualidade, Insônia, Imunodeficiência, que pode ser iatrogênica Senescência (envelhecimento patológico). Variação de peso frequente Reumatismos intensos e refratários ao tto convencional Infecções crônicas graves, recidivantes  Febres inexplicáveis Viroses graves como erpes zoster, AIDS Tuberculose grave, sistêmica ou em locais mais raros Neoplasias. Leucemias  Poliartrites. 

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO:
CORRETOR ANERGICUM Por 06 meses, NO MÍNIMO provavelmente, precisaremos fazer manutenção prolongada, 3xs \ semana por 01 ano ou mais, Talvez teremos que usar o Corretor Anergicum 3xs \ semana por toda a Vida DICA: tratar a diátese de origem constitucional junto dando o corretor 3xs \ semana pela manhã, associado ao Corretor por um tempo, quando a evolução está arrastada demais.

Diátese V
síndrome da desadaptação não é propriamente uma diátese, apesar de alguns autores a considerarem. Na opinião da maioria dos estudiosos do assunto, trata- se de uma desadaptação endócrina e/ou hipófise-suprarrenal características mais comuns: resposta insulínica acentuada, hipoglicemil reacional, alterações de peso tipo efeito sanfona, síndrome pluri- metabólica.

SINAIS E SINTOMAS DA DIÁTESE V
Alterações hormonais, Síndrome do pânico, Acne em adultos, Esteatose, hepática Obesidade refratária, Hipoglicemia pós-prandial Síndrome dos ovários Polimicrocísticos, Endometriose, Cistos de ovário, Compulsão alimentar, Preferêncial especialmente por carbohidratos.

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO
As combinações Bio Quanticos, de acordo com o protocolo adequado com a Diatese. Diátese Diátese I
Se há uma nítida aceleração das trocas, com resposta muito rápida, brutal ou excessiva, os sinais de caráter alérgico, vão se manifestar clinicamente no quadro de síndrome hiper-reativa que pode desencadear, no campo imunológico o aparecimento das doenças alérgicas e no campo comportamental, a hiperemotividade com hiperatividade.  ÁCIDO = pH < 7,2 REDUZIDO = rH 22-características mais comuns: magro e esbelto. empreendedor, ágil, apressado, jovem, reage agudamente, evolui rápido para a cura ou para o agravamento da alteração, pois fazem muita eliminação de toxinas expontâneamente.

SINAIS E SINTOMAS Diátese I
Enxaquecas periódicas, Perturbações cardio angustiantes, Gastrites agudas, Perturbações hepato-biliares (come \ vomita), Alterações da tiróide p\hipertireoidismo, Alt. menstruais :hipermenorréia, dismenorréia, polimenorréia Alergias agudas Taquicardias, palpitações Dores diversas agudas Colites agudas Vomita com facilidade, mesmo sem razão aparente Urina ácida, perturbações da micção - agudas  Eczema atópico, Saliva ácida, Dores reflexas agudas, inclusive tipo ciática, Riscos de vicariação progressiva do paciente Estênico: se não conseguir curar-se sozinho ou através da intervenção terapêutica correta, poderá evoluir Para : 3% para Hipoestênico 87% para Distônico 10% para Anèrgico

TRATAMENTO FREQUENCIAL:
Por 01 a 03 meses - depois manter por 06 meses pelo menos 01 x\Semana

Diátese II
Se ao contrário houver um diminuição das trocas celulares com resposta lenta e de intensidade insuficiente teremos uma sintomatologia do tipo “hiporreativa” com tendência à infecções e uma fatigabilidade anormal.

ÁCIDO = pH < 7,2  OXIDADO = rH >22-CARACTERÍSTICAS MAIS COMUNS : introvertido,tendência a reflexão, perfeccionista, medroso,minucioso, detalhista, não gosta de imprevistos, tem indiferença ao meio (não está nem aí!), como fugados problemas recorre à drogadição e ao alcoolismo, sofre com os problemas dos outros, geralmente é calmo.  Riscos de vicariação progressiva do paciente Hipostênico:  *se não tratado a tempo, não tem como recuperar-se espontaneamente.

A repressão dos arquétipos da diátese II se dará somente com a interferência adequada, e por no mínimo 06 meses.  Poderá evoluir:  83% para Anèrgico o restante para Distônico  COMPORTAMENTO PSICOLÓGICO  Pessimista, ou ao menos, mais inclinado a reflexão do que à aventura e a iniciativa  No seu limite, este pessimismo pode alcançar a abulia Apresenta  Temperamento calmo, comedido, entretanto pode se tornar nervoso e irritável por reação a um sentimento de limitação e fatigabilidade.

SINAIS E SINTOMAS Diátese II
Alterações respiratórias - ORL IVAS de repetição Acne juvenil - grave e repetitiva, Gastrites de evolução arrastada, Cefaléias difusas, frequentes Alterações da tiróide p\Hipotireidismo  Alt. menstruais : hipomenorréia, dismenorréia leve, oligomenorréia, Eczema crônico  Endo e periodontias. Alergias crônicas, Atraso no desenvolvimento físico, Dores diversas crônicas Enterocolites de repetição, Crises reumáticas juvenis,  Alt. Poderais mais p\ obesidade, Celulite,Lentidão e dificuldade escolar, Colibacilose digestiva e urinária , Sono muito bom Laxidez ligamentar. 

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO:
Por 6 meses, NO MÍNIMO - após o 3º mês, pode ser dado em dias alternados - pode-se repetir o tratamento sempre que necessário.

Diátese III
Caso haja uma desadaptação da resposta haverão sinais dominantes de caráter distônico com uma sintomatologia do tipo “neurovegetativo distônico” que evolui freqüentemente para um quadro de ansiedade crônica. É uma diátese evolutiva, já existem sinais de doenças em fases celulares, e os exames laboratoriais já podem estar alterados.
ALCALINO = pH > 7,2 REDUZIDO = rH <22

CARACTERÍSTICAS MAIS COMUNS DADiátese III:
Bipolaridade energética, comportando-se ora com parassimpaticotônico, ora com simpaticotônico - por isso DISTÔNICO! (ora inibe \ relaxa - ora excita \ estimula = ora usa a noradrenalina, ora a acetilcolina  como neurotransmissores / SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO PERIFÉRICO).

O paciente passa a “desafinar” no seu acorde freqüêncial ideal, mudando seu humor. COMPORTAMENTO PSICOLÓGICO  Ansioso, nervoso, emotivo, angustiado, inclusive depressivo ou melancólico (sem idéia obsessiva de morte) Pode apresentar crises de Ansiedade e angústias periódicas, que se encontram no limite do patológico e prenunciam uma anergia psíquica, APRESENTAM 03 GRANDES GRUPOS DE SINAIS E SINTOMAS: 1-PROBLEMAS CIRCULATÓRIOS 2-PROBLEMAS HORMONAIS 3-PROBLEMAS EMOCIONAIS.

SINAIS E SINTOMAS  DA Diátese III
Dispnéia neurotônica  Perturbações circulatórias: dores em peso em MMII por estase, varizes, hemorróidas, flebites, tromboses, etc  Edema de MMII  Perturbações metabólicas: gota, diabetes, dislipidemias, obesidade Distúrbios vasomotores: vertigens, acúferos, Cálculos renais (nanobactérias) Distúrbios hormonais: menopausa, andropausa, somatopausa Artrose degenerativa inicial.

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO:
CORRETOR DISTONICUM Por 06 meses, no mínimo, provavelmente precisa-se fazer manutenção prolongada, até equilibrar bem tratando a diátese de origem constitucional junto, dando o corretor 3 xs \ semana pela manhã, associado ao Distonicum.

Diátese IV
Quando as trocas estão muito diminuídas ou quase nulas, vemos o aparecimento dos sinais da síndrome “anérgica” com agravamento dos processos infecciosos ou degenerativos e no plano comportamental, por uma sintomatologia do tipo mais depressivo. Esta tb é uma diátese sempre evolutiva, geralmente muito grave, neoplásica, ou auto-imune, que pode aparecer gradualmente, mas às vezes, surge subitamente em casos pós-trauma emocional. ÁCIDO = pH < 7,2 OXIDADO = rH > 22 

CARACTERÍSTICAS MAIS COMUNS:
Adinamia, apatia, abulia, frequentemente o paciente é trazido para a consulta, pois não tem energia nem para querer tratar-se.  Depressão profunda, tendência ao suicídio, adinamia psíquica Anergia, crise existencial, astenia global, perda do entusiasmo, Lapsos de memória, obnubilação, Perda da sexualidade, Insônia Imunodeficiência, que pode ser iatrogênica Senescência (envelhecimento patológico). Variação de peso frequente, Reumatismos intensos e refratários ao tto convencional, Infecções crônicas graves, recidivantes, Febres inexplicáveis, Viroses graves como erpes zoster, AIDS  Tuberculose grave, sistêmica ou em locais mais raros Neoplasias. Leucemias  Poliartrites. 

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO:
CORRETOR ANERGICUM Por 06 meses, NO MÍNIMO provavelmente, precisaremos fazer manutenção prolongada, 3xs \ semana por 01 ano ou mais, Talvez teremos que usar o Corretor Anergicum 3xs \ semana por toda a Vida DICA: tratar a diátese de origem constitucional junto dando o corretor 3xs \ semana pela manhã, associado ao Corretor, por um tempo, quando a evolução está arrastada demais.

Diátese V
síndrome da desadaptação não é propriamente uma diátese, apesar de alguns autores a considerarem, na opinião da maioria dos estudiosos do assunto, trata- se de uma desadaptação endócrina e/ou hipófise-suprarrenal características mais comuns: resposta insulínica acentuada, hipoglicemil reacional, alterações de peso tipo efeito sanfona, síndrome pluri- metabólica.

SINAIS E SINTOMAS DA DIÁTESE V
Alterações hormonais, Síndrome do pânico Acne em adultos, Esteatose hepática, Obesidade refratária, Hipoglicemia pós-prandial, Síndrome dos ovários Polimicrocísticos, Endometriose, Cistos de ovário, Compulsão alimentar, Preferêncial especialmente por carbohidratos

TRATAMENTO VIBRACIONAL QUÂNTICO
As combinações Bio Quanticos, de acordo com o protocolo adequado com a Diatese.
Copyright © ENGAMED. All right reserved.
DESENVOLVIDO POR HD3Publicidade